PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Categorias

Quer escurecer os fios? 8 alertas antes de ir do loiro ao preto

Rodrigo Cintra

10/04/2018 05h00

Adriana Sant'Anna foi do loiro ao castanho; veja o que você precisa fazer para passar pela mudança também (Reprodução/Instagram)

 

Com o outono chega também a vontade de mudança. Os fios claríssimos deixam de ser protagonistas para dar lugar aos tons mais quentes, como chocolate, avelã e as mais ousadas arriscam até o preto. Mas escurecer ou voltar ao tom original em uma única etapa não é tão simples — nem aconselhável. Antes de encarar o pincel para uma transformação radical, confira nove dicas para fazer isso de forma saudável:

Pense bem

Antes de mais nada, pare, respire e pense muito bem antes de tomar a decisão para que não haja arrependimentos. Você realmente pode ficar chocada com o resultado, principalmente se for de um tom claro para um muito escuro. Até porque, depois do processo, caso dê vontade de ficar loira novamente, será preciso aguardar alguns meses para não maltratar os fios pelo excesso de procedimentos químicos.

Mude aos poucos

O ideal é apostar em uma mudança progressiva: tente subir um ou dois tons acima do que está para ir se acostumando aos poucos com a nova imagem no espelho.

Busque referências

Escolha bem a cor, faça uma pesquisa de olho nas tendências, busque referências e converse com um profissional que tenha conhecimento em visagismo para analisar os melhores tons de acordo com seu tipo de pele e estilo.

Aposte no tonalizante

Esse produto forma uma película nos fios, mas com duração menor do que a coloração permanente, provocando o desbotamento mais rápido. Vale destacar que no caso do cabelo loiro que já foi despigmentado e sofreu com a retirada da melanina, os fios estão mais fragilizados e porosos. Por isso, é indicado fazer processos menos agressivos. Tonalizante não é recomendado para quem tem fios brancos, pois não promove cobertura total.

Faça mechas invertidas

Se há dúvida quanto ao resultado final, uma sugestão certeira é investir em mechas invertidas, assim fica mais fácil de se acostumar. As mechas escuras irão se misturar às claras. A cada ida ao salão, aumente a quantidade de mechas de forma progressiva, para não se assustar.

Recorra à pré-pigmentação

Para mudar de forma definitiva é necessário repor os pigmentos e, para isso, a coloração permanente consegue total cobertura e penetra melhor na fibra capilar. A técnica de pré-pigmentação serve justamente para reconstruir a cor dos fios despigmentados. Mas atenção: em alguns processos os cabelos podem ficar manchados. Troque uma ideia com o especialista para saber o melhor passo a passo.

Não escureça porque o cabelo está detonado

Alô quem vai escurecer o cabelo para tentar amenizar os efeitos causados pelos processos químicos. Mudar a cor só por isso não é o mais bacana. Para resgatar a saúde, faça tratamentos de nutrição e hidratação.

Pintou? Tome cuidados diários

Depois da decisão tomada, a manutenção é essencial. No outono-inverno é comum tomar banho quente e usar mais o secador. Cuidado, pois isso acelera o desbotamento. Aplique xampus ácidos, próprios para cabelos tingidos, para manter a cor, e não abra mão das hidratações constantes.

Sobre o autor

Quando o assunto é cabelo, o expert em transformações Rodrigo Cintra é referência: em 23 anos de carreira, o paulistano, co-apresentador do programa "Esquadrão da Moda", do SBT, coleciona prêmios e títulos como um dos profissionais de beleza mais completos do país. Ele compartilha toda sua expertise em palestras e workshops por todo o Brasil para mais de 15 mil cabeleireiros por ano.

Sobre o blog

Dicas, cuidados, além das principais tendências sobre cabelo no mundo e grandes inspirações para você se apaixonar e apostar já!

Blog do Rodrigo Cintra