Topo
Rodrigo Cintra

Rodrigo Cintra

Categorias

Histórico

Sabe a diferença entre luzes e reflexo? Veja 12 termos para aprender já

Universa

29/10/2019 04h00

Você já deve ter percebido que, quando o assunto é cabelo, não falta termo nos salões de beleza para os procedimentos mais comuns. Por exemplo: qual a diferença entre coloração e tonalizante? E na hora de clarear os fios, você sabe se deve optar pelas luzes ou reflexos? Para entender mais sobre cada um deles e descobrir qual a melhor opção na hora de mudar o visual ou cuidar e hidratar os cabelos, confira, abaixo, os seus significados.

COLORAÇÃO x TONALIZANTE

A diferença básica é a forma como o pigmento age no fio. A coloração penetra em toda a estrutura do cabelo, mudando o tom permanentemente. Como contém amônia, a tinta abre as escamas dos fios e o pigmento chega até a sua parte interna, podendo modificar em até dois tons a cor natural; por isso, tem uma duração maior. Sua composição química é mais forte, o que acaba ressecando e deixando os fios mais ásperos. Dependendo da cor e se você tiver cabelos brancos, é necessário retocar a raiz após 30 dias.

Já o tonalizante não contém amônia e, por isso, seu pigmento se fixa por fora dos fios. Ele age, mais ou menos, como se fosse uma maquiagem, não penetrando na parte interna e, por isso, acaba desbotando à medida em que se lava os cabelos, tendo um tempo de duração menor. A vantagem é que o tonalizante deixa as madeixas mais brilhantes, por ser menos abrasivo e agressivo.

Ver essa foto no Instagram

 

Cobre por Rodrigo Cintra. Decapagem: @olenkacosmeticos Coloração: 8.4 ox30 @mupcosmeticos

Uma publicação compartilhada por Rodrigo Cintra (@rodrigocintra) em

DECAPAGEM x DESCOLORAÇÃO

O processo químico dos dois é muito parecido, mas a decapagem é utilizada para tirar os pigmentos escuros de um cabelo com química. Se a mulher tem o cabelo vermelho ou castanho-escuro e quer ficar loira, vai precisar passar por esse processo para limpar a cor, sem manchar os fios. Ele é um pouco mais suave, tirando esse excesso de pigmento. Como os tons escuros são mais difíceis de sair, você vai precisar passar por mais sessões.

Agora, para as mulheres que não tem química nos fios ou tem os cabelos "virgens", e querem ficar loiras ou fazer reflexo, a descoloração é o ideal, pois ajuda a chegar ao tom de loiro escolhido. Nos dois procedimentos, o cabeleireiro vai usar o pó descolorante; o que muda, é a aplicação e o jeito de fazer. E vale a dica: como as técnicas são bem agressivas, o recomendado é fazer um teste de mecha, para saber se os seus cabelos aguentam uma das duas técnicas. E, se possível, não faça sozinha: vá a um salão de beleza e procure um profissional especializado.

ALISAMENTO x RELAXAMENTO

Os dois procedimentos têm processos químicos bem parecidos, alterando a forma original das hastes dos fios.  Como o próprio nome diz, o alisamento é para quem quer deixar os fios bem lisos e chapados. Atualmente, existem quatro substâncias que podem ser usadas com segurança: o hidróxido de guanidina, que tira o volume dos cabelos já lisos; o tioglicolato de amônia, que alisa de forma moderada, domando os cabelos cacheados e, por ser menos agressivo, pode ser aliado à chapinha no fim; e os hidróxidos de sódio ou cálcio, ativos indicados para cabelos crespos.  O procedimento é agressivo, por isso, se o seu cabelo tiver química, você vai precisar ter o dobro de cuidados para o fio não ficar muito danificado.

O relaxamento é feito com produtos muito mais suaves, e tem como objetivo soltar os cachos e ondas, diminuindo o volume. Para isso, é possível utilizar o tioglicolato de amônia, que, como já dito, vai retirar o volume excessivo e definir as formas.

RECONSTRUÇÃO x NUTRIÇÃO

A reconstrução capilar é feita para fortalecer os fios, repondo suas proteínas e aminoácidos perdidos durante os processos químicos. É muito indicada para quem tem cabelos ressecados e quebrados, e fez procedimentos agressivos como o alisamento ou progressiva. As máscaras reconstrutoras podem ser compostas por queratina, colágeno, arginina ou cisteína.

E a nutrição? É um procedimento hidratante utilizado para repor os lipídios dos fios, mantendo-os saudáveis e alinhados. Ela pode ser feita com óleos vegetais, como o de argan, amêndoas ou macadâmia, máscaras nutritivas que contenham ceramidas, tutano vegetal ou animal ou manteigas, como a de cupuaçu e karité. Tudo isso confere brilho, vitalidade e força aos cabelos, eliminando pontas duplas e evitando o ressecamento, selando os fios. Em outras palavras: suas madeixas vão ficar molinhas e com o toque supermacio!

REPICAR x DESFIAR

Hora de falar sobre cortes de cabelo. Muita gente confunde o acabamento repicado com o desfiado, mas não se engane: repicar é fazer camadas, então, a parte de cima, geralmente, é mais curta do que a base, e você pode perceber a diferença nos comprimentos. Serve para dar mais movimento aos fios e evitar um cabelo pesado, caindo bem para todos os tipos, dos lisos aos cacheados, mudando o visual sem alterar o comprimento.

Desfiar é quando você pega as pontas e desfia, rasga com a tesoura ou navalha, criando mechas irregulares e tirando o volume sem marcar. Portanto, não é o mais indicado para mulheres com cabelos finos e pouco volume.

LUZES x REFLEXOS

Sejam luzes ou reflexos, quem opta por um dos dois procedimentos terá mechas nos cabelos, que nada mais são do que pontos de clareamento dos fios. Se você quer mudar o visual, mas sem radicalizar demais, as luzes são para você, já que elas apenas iluminam os fios, clareando-os de forma bem natural, com pequenas e finíssimas mechas ao longo do comprimento. A cor de base não sofre interferências.

Já os reflexos deixam os fios iluminados de forma mais intensa e marcada, e seu tom pode variar de 4 a 5 tons da cor de base. No processo, pequenas mechas vão recebendo a tintura e são envolvidas em papel laminado, até alcançar a tonalidade escolhida.

Leia também:

Mirella Santos diz não usar condicionador e revela o seu segredo com xampu

Yanna Lavigne revela seus truques caseiros para cuidar dos cabelos

Transição capilar: Camila Farias conta como as tranças ajudaram no processo

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Quando o assunto é cabelo, o expert em transformações Rodrigo Cintra é referência: em 23 anos de carreira, o paulistano, co-apresentador do programa "Esquadrão da Moda", do SBT, coleciona prêmios e títulos como um dos profissionais de beleza mais completos do país. Ele compartilha toda sua expertise em palestras e workshops por todo o Brasil para mais de 15 mil cabeleireiros por ano.

Sobre o blog

Dicas, cuidados, além das principais tendências sobre cabelo no mundo e grandes inspirações para você se apaixonar e apostar já!

Blog do Rodrigo Cintra