Rodrigo Cintra

Categorias

Histórico

Mechas: as melhores combinações e técnicas por idade para mudar os cabelos

Universa

12/06/2018 05h00

Não precisa radicalizar para conseguir uma mudança significativa no visual. Dá para manter o comprimento e apostar nas atuais técnicas de coloração para realçar o contorno, trazer luminosidade aos fios e, assim, repaginar o look.

Quem tinha medo de arriscar na mudança de cor pode aderir a mechas suaves apenas para dar contraste e leveza. Mesmo na temporada outono-inverno, em que era comum o investimento em tons escuros — o preto costuma envelhecer o semblante, marcar as linhas de expressão e ressaltar olheiras — a cartela com cores quentes é uma das mais requisitadas nos salões, assim como mechas em tons similares para harmonização.

Veja também

Pegue carona na tendência das técnicas de luminosidade para renovar o visual — há combinações ideais para todas as idades. Olha só o efeito poderoso de fios estrategicamente iluminados:

Aos 20

Sasha (Foto: Divulgação/Estilo)

A intenção é abusar da sensualidade dos fios loiros, que podem variar do tom mais claro, passando pelo dourado até o loiro escuro, dependendo do tom da pele. Para esse resultado, vale apostar na técnica da balayage, em que as mechas aparecem da raiz até as pontas, mas de forma orgânica — nada de linhas grossas ou marcadas. É uma das opções principalmente para garantir aquele efeito mais natural de praia, mesclando mais de um tom. Assim, quando os fios se misturarem dará a impressão de uma “cortina” iluminada. Atenção para manutenção com muita hidratação e total proteção contra os raios solares.

Aos 30

Grazi Massafera (Foto: AgNews)

Fase em que muitas mulheres optam pelo clareamento para ajudar a disfarçar o surgimento dos temidos fios brancos. As luzes discretas proporcionam resultado bem natural. O interessante é que esse procedimento pode ser feito de forma gradativa: começar com poucas mechas e, se gostar, aumentar o número nos retornos seguintes ao cabeleireiro. Combina tanto com fundos claros quanto escuros e o tom das mechas pode ser mesclado entre variáveis de loiro, acobreados e castanhos mais quentes.

Aos 40

Giovanna Antonelli (Foto: Divulgação/TV Globo)

Moderna, a técnica de ombré hair tem a ver com todos os tons de cabelo. O efeito degradê a partir da cor original é o segredo do sucesso desse protocolo, que prioriza o clareamento dos fios do comprimento às pontas, sem alterar a raiz. Em cabelos curtos, o profissional só precisa tomar cuidado para não dividir o cabelo em camadas por cores. Uma das sugestões é fazer mechas aleatórias com as mãos, sem ajuda de pincéis, para não marcar.

Aos 50 

Claudia Raia (Foto: BrazilNews)

Menos é mais aqui: para preservar um look sofisticado e, ao mesmo tempo, atual, a dica fica para iluminação em pontos estratégicos com cores quentes. Algumas partes do cabelo ganham reforço com mechas pontuais apenas para dar um up no semblante. Se o fundo for escuro, dê preferência por cores acobreadas ou em tons para o chocolate.

A partir dos 60 

Eliane Giardini (Foto: Divulgação/TV Globo)

O protocolo contour hair atende bem ao visual da mulher que pretende inovar sem exageros. Para dar mais movimento, invista em um mix de tons similares — com até três tonalidades — para destacar bem o contorno facial. O resultado é um rejuvenescimento imediato de pelo menos uns dez anos!

Sobre o autor

Quando o assunto é cabelo, o expert em transformações Rodrigo Cintra é referência: em 23 anos de carreira, o paulistano, co-apresentador do programa "Esquadrão da Moda", do SBT, coleciona prêmios e títulos como um dos profissionais de beleza mais completos do país. Ele compartilha toda sua expertise em palestras e workshops por todo o Brasil para mais de 15 mil cabeleireiros por ano.

Sobre o blog

Dicas, cuidados, além das principais tendências sobre cabelo no mundo e grandes inspirações para você se apaixonar e apostar já!

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Blog do Rodrigo Cintra
Topo