Topo
Rodrigo Cintra

Rodrigo Cintra

Categorias

Histórico

Quando cortar o cabelo? Veja a frequência ideal para cada tipo de corte

Rodrigo Cintra

27/08/2019 05h00

A manutenção do corte é essencial para manter o cabelo bonito (Foto: iStock)

De nada adianta buscar as principais tendências capilares se os cuidados básicos são deixados de lado. Para exibir um cabelo bonito e saudável, vale colocar a preocupação com a frequência do corte entre os requisitos básicos. E esse lembrete deve ser adotado, principalmente, por quem adora fios longos e resiste até a eliminar as pontinhas.

O cabelo costuma crescer cerca de um centímetro por mês. E a maioria dos profissionais recomenda que a manutenção do corte seja feita, em média, uma vez a cada três meses, no máximo. E isso não tem a ver com a crença de que cortar os fios faz o cabelo crescer de forma mais rápida.

Veja também:

Ficar longe da tesoura por muito tempo vai evidenciar a aparição de pontas duplas e ressecamento, que podem piorar por conta de agentes externos como poluição, vento, radiação solar e o uso de secador, prancha, modelador de cachos e até o excesso de química nos fios. Tudo isso faz com que as cutículas se abram e deixem o cabelo com aspecto de malcuidado.

Apesar da regra geral dos três meses, o mais indicado é avaliar a textura e o tipo de corte para só então definir a data de retorno ao salão. Essas características influenciam bastante no resultado e ajudam a manter a durabilidade e a qualidade do look. Portanto, se você tem…

1. Fios curtos

Quem tem cabelo curto deve investir em uma manutenção com intervalos menores. Quem ainda optar pelo pixie precisa de atenção redobrada, pois mesmo os fios crescendo cerca de um milímetro ao dia, a ausência da tesoura vai definir um look mal estruturado. O ideal é visitar o cabeleireiro com a frequência de três a sete semanas para manter o visual atualizado.

2. Fios médios e longos

Quando o cabelo está bem cuidado, não entrega as pontas danificadas. Por isso, vale apostar frequentemente em tratamentos de nutrição, hidratação e revitalização. Assim, a ida ao salão pode ser feita a cada 60 dias. Se a ideia é deixar crescer, vá ao menos quatro vezes por ano para fazer a limpeza das pontas e dar uma renovada no look.

3. Fios cacheados e crespos

Deve fazer do corte uma ferramenta imprescindível para alcançar melhor definição dos cachos, assim como garantir volume e movimento. Mais uma vez, a hidratação deve estar em dia para que as idas ao salão aconteçam a cada três meses.

4. Fios danificados

O cabelo danificado por procedimentos químicos deve ter a tesoura como aliada para não sofrer com ressecamento e quebra. Garanta a visita ao salão uma vez por mês ou, no máximo, a cada dois meses. O profissional poderá dizer isso com mais propriedade após uma avaliação.

5. Franja

Os cortes devem ser constantes para não perder o estilo nem alinhamento, principalmente se a escolha for pelas baby bangs ou acima da sobrancelha. Portanto, a tesoura deve passar por ali a cada três semanas.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Quando o assunto é cabelo, o expert em transformações Rodrigo Cintra é referência: em 23 anos de carreira, o paulistano, co-apresentador do programa "Esquadrão da Moda", do SBT, coleciona prêmios e títulos como um dos profissionais de beleza mais completos do país. Ele compartilha toda sua expertise em palestras e workshops por todo o Brasil para mais de 15 mil cabeleireiros por ano.

Sobre o blog

Dicas, cuidados, além das principais tendências sobre cabelo no mundo e grandes inspirações para você se apaixonar e apostar já!

Blog do Rodrigo Cintra