Topo
Rodrigo Cintra

Rodrigo Cintra

Categorias

Histórico

Seis erros que estragam seu cabelo no verão - e como fugir deles

Universa

15/01/2019 08h00

(Foto: Getty Images)

É mais difícil manter o cabelo saudável no verão. Nos meses mais quentes, é comum prender mais os fios, passar horas ao sol, ter mais contato com sal e cloro — e não se dedicar aos cuidados necessários.

Com os produtos certos e bons hábitos, é possível otimizar o tempo e passar as férias com visual mais natural e lindo. A seguir, conheça os seis erros mais cometidos durante a temporada do calor e fuja deles:

Veja também

Não tirar o condicionador

Nesta época, o cabelo costuma ficar mais ressecado, opaco e com frizz por conta do excesso de sol, mar, piscina, vento e poluição. Há quem deixe o condicionador no cabelo pensando que terá uma hidratação mais potente. Muito pelo contrário. Os resquícios do produto podem causar danos, deixar os fios pesados e não selar devidamente as escamas. Certifique-se que saiu todo o condicionador olhando se a água está cristalina. E para nutrir e hidratar, aposte em máscaras.

Passar máscara antes de ir à praia

Este é outro hábito nada funcional — e que não vai promover uma super-hidratação. Se o produto não é feito para isso, com certeza pode trazer mais desvantagens do que benefícios aos fios. Você pode até queimar o cabelo, e consequentemente, nos casos de cabelos tingidos, acelerar o processo de desbotamento. A máscara não protege contra os raios ultravioleta e o indicado é ficar apenas o tempo de permanência descrito no rótulo.

Prender o cabelo molhado

Mesmo com os termômetros nas alturas, evite prender os fios molhados. Deixar o couro cabeludo úmido por muito tempo facilita o surgimento de fungos, o que pode acarretar em caspa, além de enfraquecer a raiz e provocar a queda. Se a ideia é domar o volume, aplique leave-in para ter os fios mais alinhados e sem aspecto arrepiado.

Usar escova mole demais

Para desembaraçar os fios, é preciso acertar na escolha do pente ou da escova. Opte por cerdas que não sejam moles demais: elas são difíceis de manusear e ainda podem contribuir para a quebra dos fios. Invista em um pente com dentes largos e firmes ou na escova tipo raquete. Não tem erro — seu cabelo terá um brilho permanente.

Fazer mais de duas químicas

No verão, a mulherada costuma clarear os fios. E há quem ainda recorra à progressiva. E há quem faça coloração, luzes, relaxamento, tudo de uma única vez. Entregar os fios a mais de duas químicas pode deixar os fios porosos, fracos e pontas estragadas. O ideal é conversar com o seu profissional para saber o estado real do seu cabelo e não abrir mão das hidratações, uma vez por semana ou a cada 15 dias, durante essa temporada.

Usar produtos sem proteção solar

O protetor solar de cabelo tem a finalidade de "encapar o fio" criando uma barreira contra os raios UV. E são vários os motivos para não esquecer de adotar essa prática: sem o produto, os fios ficam desidratados e a ação do sol faz com que as cutículas fiquem abertas, perdendo água, proteínas e outros nutrientes essenciais para o cabelo. Além disso, o sol danifica os pigmentos naturais ou artificiais, transformando a cor do cabelo: fios escuros ganham versão avermelhada enquanto os loiros tornam-se esverdeados. Portanto, o protetor é imprescindível. Com os fios ainda úmidos, passe o produto do comprimento às pontas e desembarace com pente de dentes largos. Reaplique após cada mergulho.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Quando o assunto é cabelo, o expert em transformações Rodrigo Cintra é referência: em 23 anos de carreira, o paulistano, co-apresentador do programa "Esquadrão da Moda", do SBT, coleciona prêmios e títulos como um dos profissionais de beleza mais completos do país. Ele compartilha toda sua expertise em palestras e workshops por todo o Brasil para mais de 15 mil cabeleireiros por ano.

Sobre o blog

Dicas, cuidados, além das principais tendências sobre cabelo no mundo e grandes inspirações para você se apaixonar e apostar já!

Blog do Rodrigo Cintra